segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Acordei-te só porque precisava ouvir-te e dizer o que se passava dentro de mim naquele momento...

" - Olá, amor. Desculpa mas tive que te ligar.(risos teus)Precisava tanto dizer-te que gosto de ti. Estou com o teu casaco em cima de mim. O teu cheiro é tão bom... (novamente os teus risos) Eu amo-te tanto que já nem tenho palavras para explicar. Queria-te dizer coisas bonitas...

E por entre o emaranhado dos teus lençóis, da tua voz ensonada e dos teus sorrisos que eu não via mas sentia, disseste-me ao telefone exactamente o que eu sentia...

" - Não precisas dizer nada, amor. Isto é tão recíproco que não precisas dizer nada para eu perceber."

Deixei-te adormecer e prendi as minhas mãos no teu casaco e no teu cheiro para não voltar a acordar-te...

1 comentário:

Nuno Silva disse...

É BOM ver-te cada vez mais igual a ti própria!

Beijinho*